DICA – Simplifique sua programação em C Utilizando “Função”

Venancio Miranda 0

Neste post vamos te explicar como simplificar seu código, seja em na IDE do Arduino quanto em outras aplicações que use linguagem C, com o uso de funções. Além de manter seu código organizado, o uso de função faz com que você evite repetir sempre os mesmo trecho. Se você chegou até aqui, sem saber o que já vimos até agora, deixar a sequencia dos post ate este momento.

No post anterior, para gerar a animação, usamos uma função Void animação(), pra montar a sequencia de Leds, que dessem um efeito de explosão. Talvez você nunca tenha percebido mais você monta seus programas usando funções disponíveis através das bibliotecas, desde de a Declaração de funcionamento dos pinos do Arduino com a função pinMode(), função delay() que gerar uma pausa, congelando o programa até a funções mais complexas, como a que usamos para acionar os LEDs endereçáveis, usando a função pixels.setPixelColor(i, pixels.Color(0, 0, 0));

Estrutura e Sintaxe

A função é um trecho de programa, que fica fora do programa principal (Void Loop). A IDE do Arduino usa a linguagem de programação em C, que é uma linguagem estruturada, ou seja, você precisa declarar tudo antes do uso, por isso, disponha da seguinte forma:
sintaxe função em C para arduino
Durante a execução do programa principal, basta você digitar o nome da função, com ou sem os valores necessários para seu uso, a partir do momento que ela for executada, esses valores são repassadas a função, e o programa principal é pausado, para começar a execução do trecho que está contido pela função. Ao final da execução da função, os valores são retornado ao programa principal e o programa retorna de onde foi pausado. Funções

Não precisa obrigatoriamente receber ou enviar algum valor ao programa principal, você pode usar simplesmente para executar uma sequencia de instruções.

Meio perdido?
Não se preocupe, só uns exemplos pra ajuda a compreender.

Tipos de Variável

Quando vamos criar uma função precisamos começar declarando o tipo variável da função, que vai retornar valor ao programa principal. Vamos de exemplos para ajudar…

  • VOID – Sem Retorno

Vamos começar com uma função sirva apenas para executar alguns comandos, mas sem precisar trazer nenhum retorno ao programa principal.
Exemplo de programa com função para arduino
Função acima está definida como Void, é uma função sem retorno de nenhum valor ao programa principal, executa somente os comandos deixados dentro da função. Para chamar a função durante o programa, basta somente digitar o nome da função seguida por 2 parênteses , sem chamar pelo tipo da função.

  • INT – Retorna um numero inteiro ao programa

Em alguns projetos precisamos repetidas vezes, fazer operações matemáticas. Quando o resultado dessas operações resultar em numero inteiros, precisamos declarar a função como INT. Quando declarar a função, vamos começar definindo que ela vai ser do tipo int e damos uma nome a função, entre parentes, definimos quantos elementos queremos usar, quantas variáveis do tipo int a função vai receber. Os elementos que estamos definindo, são definindo em Variáveis com nomes aleatórios, não precisa ter o mesmo nome das variáveis do programa principal.

Veja o exemplo a baixo, está função foi definida para comparar e processar a captura de hora feita a partir de um modulo DS3231. Veja que os termos são chamados de h1 ao h6 na função, já no programa, a função está preenchida com as variáveis usadas no programa.

Outra detalhe importante. Ao fim da operação realizada na função, R3 armazena o resultado da subtração de V2 e V1.  No programa principal, definimos a variável corrido sendo igual a função.
declarando e usando função para arduinoRelembrando que quando definimos que corrido é igual a função diferença e preenchemos ela com as variáveis; na execução do programa, irá pegar as variáveis, levar função, realizar as operações que definimos e ao fim, armazenar o valor do retorno na variável Corrido.

  • Float – Retorna números com decimais

Vai existir alguns casos em que você vai precisar trabalhar com números com vírgula (6 a 7 casas a pós da virgula ), para esses casos, vamos usar a função declarada como float. Construção da função é igual a que vimos anteriormente.
função com Float para arduino
No exemplo a cima, usamos a mesma função para realizar a conversão de valores lidos a partir de 2 sensores LM35, em duas portas analógicas do Arduino. A ideia do uso de função é facilitar compreensão, usar reciclagem do código, veja que conseguimos usar a função que criamos para facilitar, diretamente na função que imprime os valores no monitor serial do Arduino.

Espero que tenha conseguido te explicar como usar as funções, e que consiga usar as funções para melhorar seus códigos,

Se ficou com alguma duvida, Entre em contato conosco na loja… .

Escrito por: Venâncio Miranda
Revisado por: Jefferson Proesi

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11  +    =  15